GLOSSÁRIO
 

GLOSSÁRIO

    A    B    C    D    E    F    G    H    I    J    K    L    M    N    O    P    Q    R    S    T    U    V    W    X    Y    Z  

 
Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) :
Imposto municipal anual, que incide sobre o valor patrimonial tributário da habitação. A habitação própria permanente pode ser isenta deste imposto por um período de 3 a 6 anos, consoante o seu valor patrimonial tributário devendo ser efectivamente afecta àquele fim no prazo de 6 meses após a escritura. Para este efeito, o proprietário deverá requerer essa isenção no Serviço de Finanças da área do imóvel, até ao termo dos 60 dias subsequentes àquele prazo.

Incerteza :
Tecnicamente, é uma situação onde se tem tão pouca informação a respeito do comportamento dos retornos de um activo que não se consegue modelá-los com uma distribuição de probabilidade que obedeça a um mínimo de requisitos de consistência e, simultaneamente, tenha alguma utilidade para fins de tomada de decisão. Ferramentas estatísticas para o tratamento adequado de tais situações são ainda muito incipientes para o emprego prático em larga escala. No dia a dia, utiliza-se informalmente o termo incerteza também como sinónimo de risco.

Indexante :
Uma taxa de referência utilizada como indicador da evolução do mercado (ex: Euribor). Sobre o indexante o banco pratica um spread.

Inflação :
Em termos simples, inflação é o aumento do nível geral de preços de uma economia ou, de outra forma, a perda de valor real (poder de compra) da moeda.
Em termos teóricos, tem-se o problema de definir claramente o que é nível geral de preços, posto que tal definição dependerá do modelo macroeconómico usado, ou seja, num modelo com um único bem, o crescimento do preço deste bem é a taxa de inflação, mas, em modelos com mais de um bem, surge o clássico problema da agregação e da fórmula de cálculo óptima.
Por outro lado, a sua medida prática depende fortemente dos bens e serviços incluídos na composição da cesta de consumo considerada para efeitos de cálculo, assim como da fórmula empregada. De facto, à definição de um índice que reflicta adequadamente a perda do poder de compra da moeda subjaz a questão de que esta perda depende da cesta de consumo do agente. Por exemplo, considere uma economia com apenas cinco produtos. Se três deles subirem de preço, mas os outros dois mantiverem seus preços constantes, qualquer fórmula de cálculo que empregue uma média de todos os preços vai registrar inflação (perda do poder de compra da moeda do agente económico), mesmo para aqueles indivíduos que consomem apenas os dois bens que não sofreram alteração em seus preços. Por essa razão, existem diversos índices de inflação cada um apontando um valor diferente. Em se tratando de mercado financeiro, a inflação é um indicador importante, pois influi na trajectória futura da política monetária e, consequentemente na curva de juros e nos preços dos activos financeiros, em especial, quando a política monetária é abertamente regida por metas de inflação.
Enfim, a inflação é importante do ponto de vista de análise financeira, pois afecta o valor do activo financeiro mais fundamental da economia, a moeda, e, como resultado, influencia o preço de todos os demais.

Informação :
É qualquer dado útil para se determinar o comportamento futuro do preço de algum activo, financeiro ou não. Tecnicamente, informação é uma correspondência entre os possíveis estados da natureza e os eventos que podem ocorrer como consequência daqueles estados. Nesse sentido, o conhecimento antecipado de alguma informação ajuda o agente a obter vantagens sobre os demais "players" do mercado.

Informação Privilegiada :
Diz-se dos dados ou planos revelados, com exclusividade, a algum(uns) agente(s) sobre o comportamento futuro de alguma variável importante para a decisão de alocação óptima de recursos.

Integralização :
O momento em que o accionista entrega o dinheiro ou bens para aumento de capital.

 
   
Home  ·  Mapa Site  ·  FAQs  ·  Glossário  ·  Legalidade  ·  Privacidade