GLOSSÁRIO
 

GLOSSÁRIO

    A    B    C    D    E    F    G    H    I    J    K    L    M    N    O    P    Q    R    S    T    U    V    W    X    Y    Z  

 
Seguro de Protecção ao Crédito :
Seguro que pretende minimizar as consequências de potenciais problemas de liquidez, nomeadamente os resultantes de Incapacidade Temporária Absoluta para o Trabalho por acidente e/ou doença, Desemprego Involuntário e Hospitalização.

Seguro de Recheio :
Seguro que pretende cobrir alguns valores da sua casa (ex: jóias, móveis, electrodomésticos, obras de arte, etc).

Seguro de Vida :
Em caso de morte ou invalidez absoluta e definitiva da pessoa segura, este seguro garante o pagamento do capital em dívida ao banco, beneficiário do seguro.

Short :
Diz-se do investidor que vende um activo que não possui no intuito de especular com o preço deste activo mesmo que vendido a descoberto.

Simulação de Monte Carlo :
Método de solução de um problema baseado na geração de um grande número de cenários definidos pela realização de alguma variável aleatória com distribuição de probabilidade dada. Muito útil para a precificação de opções, em especial, as opções europeias.

Simulação histórica :
Metodologia para cálculo do valor em risco que utiliza dados passados para criar cenários de mercado e, por meio destes, levantar a distribuição dos valores da carteira sem fazer a priori hipóteses sobre a distribuição dos activos que compõem a carteira.
Serve para avaliar qualquer tipo de instrumento financeiro seja ele linear como as acções e os futuros ou não linear como as opções. Sua vantagem frente à Simulação de Monte Carlo é a maior rapidez, derivada do emprego de um menor número de cenários.

Sinal :
Valor que o comprador entrega ao vendedor depois de tomar a decisão de compra. Constitui o início do pagamento da habitação e funciona como garantia do interesse do comprador.

Sociedade aberta :
São empresas que têm acções e títulos negociados em bolsas ou mercado de balcão. São fiscalizadas pela Comissão de Mercado de Valores Mobiliários- CMVM.

Spot :
Mercado à vista ou disponível.

Spread :
Taxa cobrada pelas instituições financeiras em empréstimos ou financiamentos. O spread corresponde à remuneração que o banco recebe para fazer determinada operação - é dele que a instituição tira seu lucro. O percentual a ser cobrado é proporcional ao risco. Ou seja, quanto maiores forem as probabilidades do cliente deixar de honrar seus pagamentos, maior será o spread cobrado pelo banco.

Subscrição :
Momento em que o accionista manifesta sua vontade de participar de um aumento de capital da companhia ou aumentar sua participação.

Swap :
Tipo de contrato derivativo no qual duas partes acertam trocar os fluxos de caixa corrigidos por dois indexantes diferentes. A ponta comprada é chamada activa ou "dada" e a ponta vendida, chamada passiva ou "tomada". Por exemplo, um swap activo em CDI e passivo em dólar por um prazo de um ano é um contrato que no vencimento renderá ao seu detentor a diferença entre o CDI e a variação cambial.

 
   
Home  ·  Mapa Site  ·  FAQs  ·  Glossário  ·  Legalidade  ·  Privacidade